Você está aqui: Página Inicial Notícias Setor de Saúde informa: SUS promove campanha de vacinação contra a Influenza de 17/04 a 26/05

Setor de Saúde informa: SUS promove campanha de vacinação contra a Influenza de 17/04 a 26/05

por Tatiana Toledo Ferreira última modificação 19/04/2017 14:03
Neste ano, professores também estão incluídos no público prioritário da campanha. Docentes do Campus já podem se vacinar no Posto de Saúde da UFOP.

O Sistema Único de Saúde realizará, entre os dias 17 de abril e 26 de maio, a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A meta é vacinar 90% do público prioritário, composto por 5.560.505 pessoas.

Neste ano, o Setor de Saúde do Campus Ouro preto ressalta que professores das redes pública e particular de ensino estarão incluídos no público-alvo da campanha, que também é composto por idosos (acima de 60 anos), gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério), crianças entre seis meses e menos de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores da saúde, povos indígenas aldeados, população privada de liberdade, além dos doentes crônicos, como pessoas com diabetes, asma, bronquite e hipertensão, dentre outros grupos.

A vacina contra a gripe H1N1 já está disponível no Posto de Saúde da UFOP, local designado pela Secretaria de Saúde para imunização dos professores do Campus Ouro Preto. Para isso, o servidor deve se identificar como professor desta Instituição. Os responsáveis pela imunização já possuem uma listagem com o nome dos docentes ativos fornecida pela GGP.

Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, devem apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina no ato da vacinação.

Outras informações em: http://saude.mg.gov.br/gripe

 

Influenza.jpg

 

SAIBA MAIS SOBRE O VÍRUS H1N1

O que é:

Gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1 (inicialmente chamada de gripe suína), da mesma família que transmite a gripe.

Como se contrai:

  • Contato direto com o muco produzido pelo doente.
  • Inalação das gotículas emitidas quando a pessoa espirra ou tosse.
  • Contato com superfícies como mesas, maçanetas, talheres, entre outros, que tiveram contato com muco ou gotículas.

Sintomas:

  • Semelhantes ao da gripe comum: febre alta e tosse.
  • Em alguns casos também podem aparecer: dor de cabeça, dor muscular e nas articulações, irritação nos olhos e nas narinas, náusea, vômito e diarreia, dificuldade respiratória.
  • Complicações: evolução para sinusite ou até mesmo para um quadro pulmonar que aparecem com sintomas de falta de ar, dores no peito, tontura, confusão mental, fraqueza e desidratação.



Tempo de incubação:



  • 3 a 7 dias é o tempo para aparecerem os sintomas depois da infecção. O contágio de outras pessoas aparece até 7 dias após o início da doença.

Prevenção:

  • Lave sempre as mãos com água e sabão ou com álcool.
  • Evite levar as mãos aos olhos, ao nariz e à boca.
  • Cubra a boca quando for tossir ou espirrar.
  • Evite lugares fechados sem ventilação e aglomerações
  • Mantenha uma boa alimentação e hábitos saudáveis.
  • A vacinação é o método mais eficaz, mas nunca tem 100% de sucesso.

Tratamento:

  • Repouso, muito líquido. Evitar álcool e cigarro são atitudes recomendadas.
  • Em casos graves ou grupos de riscos, pode ser indicado o uso de medicamento antiviral, via oral, indicado pela OMS que combate o vírus A/H1N1.
  • Não usar medicamento sem orientação médica.

Vacinação:

  • A vacina a ser dada é a tetravalente, que protege contra as gripes A (H1N1), A(H3N2) e um tipo da B.
Ações do documento