Você está aqui: Página Inicial Notícias Informativo Setor de Saúde: formas de gerenciar a ansiedade

Informativo Setor de Saúde: formas de gerenciar a ansiedade

por Tatiana Toledo Ferreira última modificação 01/12/2017 10:06
Dificuldade de concentração e irritabilidade estão entre os sintomas da ansiedade. Algumas mudanças no estilo de vida podem auxiliar no controle desse sentimento

A ansiedade é uma resposta normal do organismo a cenários de incerteza e a situações que interferem na rotina, como uma entrevista de emprego, problemas financeiros, apresentação de um trabalho, fim de um relacionamento ou morte de alguém próximo. De acordo com a Faculdade de medicina de Havard (havard Medical School), pessoas ansiosas costumam apresentar alguns sintomas que podem levar alguns dias, semanas ou meses para passar. Entre eles estão:

  • Inquietação
  • Cansaço contínuo
  • Dificuldade de concentração
  • Irritabilidade
  • Dificuldade para dormir ou permanecer dormindo

A Faculdade de Medicina de Havard expõe ainda que a ansiedade pode impactar negativamente na vontade de manter um estilo de vida saudável.

As pessoas tendem a ficar menos motivadas para o exercício físico e mais propensas à ingestão de bebidas alcoólicas e alimentos com alto teor de gordura e açúcar. A boa notícia: é possível gerenciar de forma mais tranquila a preocupação com situações circunstanciais incorporando à rotina algumas dicas sugeridas pela Associação Americana de Ansiedade e Depressão (Anxierty and  Depression Association of America). Confira!

Atitudes para gerenciar a ansiedade

  • Invista em você: reserve alguns períodos durante a semana para faze atividades que possam relaxar, como massagem, caminhada, meditação e yoga.
  • Deixe seu dia mais produtivo: liste as tarefas e metas diárias. Ao concluir cada uma delas, elimine-a da listagem, pois isso pode trazer satisfação.
  • Encontre amigos e familiares com frequência: crie oportunidade ao longo da semana para colocar o papo em dia e estar próximo de pessoas que façam bem.
  • Cuide das suas finanças: se o salário costuma entrar na conta e normalmente não é o suficiente para passar o mês, crie estratégias para organizar as finanças. Caso seja necessário, consulte um planejador financeiro para organizar suas despesas e programar gastos futuros.
  • Aceite que você não pode controlar tudo: mantenha uma atitude positiva e faça um esforço para substituir pensamentos negativos por positivos.
  • Preze por refeições equilibradas: escolha vegetais, frutas, grãos integrais, alimentos ricos em fibras e fontes magras de proteína, como peixes.
  • Limite o consumo de álcool: a Organização Mundial da Saúde (OMS) define como consumo moderado de álcool a ingestão diária de uma dose (10 a 15g) para mulheres e uma dose para homens (de 20 a 30g). Uma dose equivale, por exemplo, a 90ml de vinho tinto, 125ml de vinho branco.
  • Exercite-se regularmente: A prática semanal de 150min (2h30min) de atividade aeróbica moderada ou 75 (1h30min)  de atividade aeróbica intensa pode ajudar a reduzir estados depressivos e o risco de doenças crônicas não transmissíveis.

 

Setor de Saúde do IFMG - Campus Ouro Preto

 

Fonte: Revista UNIMED BR, FEV/MARÇ 2017 nº 27 ano 7.

Ações do documento